person_outline



search

Atol

Uma carícia do vento é o que o fim do inverno me oferece. Sim, olhe para os lados, você está sozinho, mas se lembre, você lutou por isso. Nenhum dos abraços suportou os gritos que doeram tanto quando saíram do meu peito, eu não sei, o meu coração sempre foi uma sombra, eu acho que por isso sempre busquei a luz, eu consegui viver o calor, mas meus suspiros sempre acabam a chama. Toda lágrima admitida foi uma jornada, todo ombro pedido foi feito escondendo o rosto em vergonha, cada pedido por um lar foi uma caminhada até essas areais que estão em meus pés, grãos que carregam nomes, eu fui a onda que bateu nas rochas, eu vi moldar minha costa, eu sou minha ilha, eu senti o sal correr pelo meu rosto enquanto percebia que sim, toda meu embate com o espelho que se estilhaçou em rostos que me buscam em sonhos foi o maior passo da minha jornada. Ninguém mais ouve minha voz, eu não procuro o brilho no céu estrelado, eu agora me banho no relento enquanto as cicatrizes desaparecem, enquanto eu descubro como não me machucar, enquanto eu descubro qual a cor dos meus olhos.
Pin It
Atualizado em: Seg 9 Ago 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222