person_outline



search

PORÇÕES

O verso deve servir de confessionário
estocado nos armazéns velhos da alma,
e somente o poeta pode, pois é fingido,
seja ele tímido ou atirado, tecer a magia
 
e elevar a previsível condição da palavra
à possibilidade imediata de virar poesia?
— E é dele o flit que pulveriza e enfumaça
a tela que impede a pedra de ter a vidraça?
 
E o poema não corrige o sal dessa sopa rala,
uma mistura de significantes e significados,
no caldeirão da verdade bêbada da mentira
desesperada em desfazer as carnes da utopia
 
dos inquietos que creem no limite obcecado:
o de ser ao mesmo tempo exato e exasperado.
Pin It
Atualizado em: Sex 29 Abr 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222