person_outline



search

O Pôr-do-Sol Congelado

O inverno chegou para todos,mas eu já estou acostumada com ele.O inverno já congelou muitas coisas minhas.Dizem que a esperança é a última que morre,enfim,a minha foi a primeira a morrer.Raramente sinto uma vontade incontrolável de viver.É algo complicado de explicar,talvez seja dois extremos dentro de mim.Essa vontade de viver,ela é rara e única,normalmente ocorre no pôr do sol.Essa vontade é como um verão avassalador,algo que toma conta de mim,algo que implora para sair e viver. Apesar de conviver com esses extremos a anos ainda é difícil de explicar.Talvez seja o pôr do sol...algo quente e acolhedor que me dá oportunidade de me abrir e sentir algo.
  Enquanto ando pelas ruas cobertas de neve vejo um cartaz colado na parede."Procura-se cuidadores".Ah,eu também procuro.Sinto que sou incapaz de lidar comigo mesma,com meus próprios sentimentos.Procuro alguém que possa lidar com meus sentimentos,ou simplesmente alguém para fazer cafuné enquanto choro ou enquanto eu durmo.A primeira coisa que faço quando chego em casa é preparar um café quente para assistir o pôr do sol.O horizonte mostrando suas cores únicas...que mistura é esta,algo tão lindo.
  Começo a sentir aquele sentimento novamente.Essa vontade de viver,de correr,gritar,sorrir verdadeiramente,nadar,pular de um precipício...ainda não sei.Espero que o sol não se ponha,eu amo ver essa combinação de roxo e laranja,o sol parece tão...indescritível...Respiro fundo e sinto o ar gelado no rosto.Mais que a metade da minha vida foi assim,cansativa.Nada me deixa bem,mas o pôr do sol aquece miriades e miriades de esperanças congeladas do meu peito.Procura-se o calor quase inesistente em mim.
Pin It
Atualizado em: Qui 23 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222